IPVA 2018 terá desconto de até 24,7% no Rio Grande do Sul – Jornal do Comércio

Os motoristas com carros emplacados no Rio Grande do Sul podem começar a pagar o Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA) de 2018 a partir desta quarta-feira (13). O desconto máximo nos valores para quem pagar antecipado será de 24,7%. O desconto máximo ficou abaixo do concedido para o tributo de 2017, que foi de 27,27%. Pesou para isso a queda na inflação deste ano, que rebaixou a correção da Unidade de Padrão Fiscal (UPF/RS). O percentual da atualização será definido após o dia 15, quando sai o IPCA-E. 

Para ter acesso ao desconto máximo, o contribuinte não poderá ter multas entre 1 de novembro de 2014 e 31 de outubro de 2017 e estar inscrito no programa Bom Cidadão e ainda pagar até 2 de janeiro de 2018. Nestes casos, o desconto é de 15%. Se houver infrações, os percentuais caem a 10% e 5%, dependendo do período da multa entre 2015, 2016 e 2017. O Estado projeta arrecadar R$ 2,6 bilhões com o IPVA, sendo que 50% da receita é repassada a municípios. O decreto com todas as regras do IPVA 2018 será publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial do Estado. 

O secretário adjunto da Fazenda, Luiz Antônio Bins, explicou que o desconto total será menor este ano porque a estimativa da correção da UPF ficou em 3,09% e, na campanha de 2017, ficou em 7%. Percentuais para bom motorista e bom cidadão continuam os mesmos. Sobre a possibilidade de retirar esses descontos de bom motorista e bom cidadão, regulados por lei, não há mudança para 2018. O governo analisa propor o fim destas vantagens, além de ampliar o período de emplacamento do veículo para isenção do IPVA, que hoje é de 20 anos, e a intenção é passar a 30 anos. 

A inadimplência dos contribuintes ficou em 3% este ano, e, segundo a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), a taxa fica abaixo do indicador de bancos e outros tipos de concessão de crédito e da média dos estados, garantiu Bins. O secretário adjunto citou ainda que a arrecadação costuma variar de 30% a 35% nesta etapa de desconto maior. A receita que ingressar será usada no fluxo de pagamentos, dando fôlego para compromissos como a folha de salários, que sofre parcelamentos.

“O valor total do IPVA equivale a uma arrecadação de um mês do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)”, compara o representante da Sefaz, lembrando que metade do valor não entra no caixa estadual. A situação econômica das famílias pode atrapalhar no maior volume de antecipação, observou Bins.

O tempo de emplacamento implica em perda de receita. Hoje 2,3 mil veículos não pagam o imposto por ter mais de 20 anos. O número total é de 2,9 milhões, ou 44% da frota que é emplacada. Este número inclui ainda carros com valor muito baixo do tributo (menos de quatro UPFs), táxis, ônibus, veículos de pessoas com deficiência, transporte escolar e carros oficiais. Os veículos tributáveis somam 3,6 milhões de unidades

O governo tenta reduzir despesas, e no IPVA a mudança é que não tem envio de guias de pagamento pelos Correios, com economia de R$ 2 milhões por ano, e fechamento de postos de atendimento, que ficam concentrados na sede do órgão em Porto Alegre. Os contribuintes podem buscar pela internet as informações e será possível fazer cadastro para receber dados do IPVA.   

Confira a tributação, calendário e descontos:

IPVA:

  • 3% para valor de automóveis e camionetes
  • 2% para motos
  • 1% para caminhões, ônibus, micro-ônibus e automóveis e camionete para locação

Calendário e descontos máximos:

  • Pagamento até 2/1/2018: 24,73% 
  • Pagamento até 31/1/2018: 22,4%
  • Pagamento até 28/2/2018: 21,6% 
  • Pagamento até 29/3/2018: 20,8% 

Descontos:

Bom motorista (sem multa): 

  • 1/11/2014 a 31/10/2017: 15%
  • 1/11/2105 a 31/10/217: 10%
  • 1/11/2016 a 31/10/2107: 5%

Bom cidadão (participação no Programa Nota Fiscal Gaúcha):

  • 1 a 40 notas: 15%
  • 41 a 99 notas: 3%
  • 100 ou mais notas: 5%

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!