PIB gaúcho no terceiro trimestre tem crescimento nulo – Jornal do Comércio

O Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul no terceiro trimestre de 2017 teve crescimento nulo. O indicador, apurado pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) e divulgado na manhã desta terça-feira (12), ficou em 0% no confronto com o mesmo período de 2016. O desempenho mostra uma atividade regional com comportamento que não segue o ritmo do País. O PIB brasileiro cresceu 1,4% no terceiro trimestre.  

Segundo a FEE, o PIB local é efeito da combinação de crescimento de 1,6% nos serviços, com destaque para o comércio que avançou 6,4%. Enquanto isso, a agropecuária recuou 6,6%, e indústria, outros 2,2%. Outro dado é que o Valor Adicionado Bruto (VAB) caiu 0,1%, e os impostos líquidos subiram 0,3%. No Brasil, os impostos avançaram 2,5%, o VAB, 1,2%. Já agropecuária subiu 9,1%, a indústria, 0,4%, serviços, 1%.

O coordenador do Núcleo de Contas Regionais da fundação, economista Roberto Rocha, explica que a taxa do comércio foi a maior desde o primeiro trimestre de 2014. “O crescimento reflete a melhoria na massa de rendimentos e da ocupação e maior acesso ao crédito”, aponta Rocha. 

Segundo o coordenador das contas regionais, a agropecuária gaúcha caiu principalmente devido ao desempenho negativo da pecuária. Na área da produção industrial, indústria de transformação caiu 0,8%, interrompendo três trimestres de crescimento. Celulose, papel e produtos de papel foram a maior influência para puxar para baixo o setor. Já no Brasil a transformação cresceu 2,4% no terceiro trimestre.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!