Allparts projeta expansão de investimentos – Jornal do Comércio

A expansão observada no mercado moveleiro do Rio Grande do Sul foi determinante para que a empresa Allparts projetasse um investimento de R$ 30 milhões na instalação de uma unidade industrial no Estado. A intenção da empresa foi transmitida ontem ao secretário Márcio Biolchi, do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect), pelo CEO da empresa, Adriano Santana, e pelo presidente, Ednei Rosa.

Localizada em Pindamonhangaba, São Paulo, a Allparts é fabricante de fitas de borda e revestimentos em melamina utilizados pela indústria de móveis. Márcio Biolchi, além de colocar os instrumentos disponíveis à disposição dos empreendedores, assinalou a qualificação dos recursos humanos, a estreita interligação entre universidades e empresas, a infraestrutura econômica e o programa de incentivos que colocam o Rio Grande do Sul em posição favorável na atração de investimentos.

Atualmente, o grupo Allcorp opera no Rio Grande do Sul a empresa Allparts indústria de Plásticos Ltda., localizada em Sapiranga, na rodovia RS-239. Conforme assinalou o CEO Adriano Santana, o grupo estuda a possibilidade de instalar uma nova unidade ou expandir a planta industrial no Estado. Santana sublinhou que a Allparts é reconhecida como uma das marcas mais lembradas pela indústria moveleira do Brasil na categoria Fitas de Borda feitas em melanina. Adiantou que são cerca de 800 padrões de cores e texturas que acompanham as linhas de design da indústria moveleira.

O projeto industrial prevê a criação de 100 novos postos de trabalho. A reunião teve a participação do diretor de Atração de Investimentos e Sala do Investidor da Sdect, Adriano Boff; do coordenador adjunto do Sistema Estadual para Atração e Desenvolvimento de Atividades Produtivas (Seadap), Nery dos Santos Filho; e do consultor Eloi Antônio de Paula.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!