Secovi-SP vê alta da venda de imóvel residencial de 20% a 25% em 2017 – Valor

SÃO PAULO  –  A alta das vendas de imóveis residenciais novos será de 20% a 25% neste ano, segundo o economista-chefe do Secovi-SP, o Sindicato da Habitação, Celso Petrucci. No início de 2017, a entidade projetava crescimento de 5% a 10% em lançamentos e vendas no ano. A estimativa para o volume de unidades lançadas está mantida.

Até outubro, os lançamentos de imóveis residenciais cresceram 3% na cidade de São Paulo, para 13,7 mil unidades. Por sua vez, as vendas aumentaram 20% de janeiro a outubro em São Paulo, para 14,8 mil unidades. “As vendas líquidas cresceram com redução dos distratos”, disse o economista-chefe.

Nos dez meses, os lançamentos somaram R$ 8 bilhões, e as vendas chegaram a R$ 8,2 bilhões. “Desde 2009, é a primeira vez em que lançamentos superam vendas”, afirmou Petrucci.

Para 2018, há expectativa de crescimento, mas o Secovi-SP prefere ainda não estimar o patamar. “Acredito que eleições e Copa do Mundo têm influência na procura de imóveis, mas que a demanda por moradias continuará. Somos otimistas que, se aprovadas as reformas, 2018 terá economia estável, e que o mercado imobiliário terá expansão”, disse Petrucci.

Ele afirmou que a entidade é otimista em relação à possibilidade de votação da reforma da Previdência ainda neste ano. “Não podemos nos esquecer de que esta reforma é prioridade no país. Precisamos entender que não vai haver perdas para quem está aposentado e para quem se aposenta por idade. É necessário se equiparar as condições para funcionários públicos e privados”, disse.

O Secovi-SP espera regulamentação da Letra Imobiliária Garantida (LIG) pelo Banco Central em 2018.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!