Instituto projeta inflação de 3,9% e juros em 6,5% no fim de 2018 – Exame

Instituto de Finanças Internacionais avalia que, com os preços contidos, haverá mais espaço para relaxamento monetário no País

Por Gabriel Bueno da Costa, do Estadão Conteúdo

access_time 15 dez 2017, 14h26

São Paulo – O Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês) afirmou em relatório nesta sexta-feira, 15, que a inflação ao consumidor no Brasil deve ficar em 3,9% no fim do próximo ano, acima do patamar atual, mas abaixo do centro da banda usada pelo banco central, de 4,5% (com margem de tolerância de 1,5 ponto porcentual para mais ou para menos).

O IIF avalia que, com os preços contidos, haverá mais espaço para relaxamento monetário no País.

“Nós agora projetamos que a taxa de juros estará em 6,50% no fim de 2018, abaixo de nossa previsão anterior de 7,0%”, afirma a entidade.

Em análise assinada por Brent Harrison e Martín Castellano, o IIF aponta que o núcleo da inflação seguiu a trajetória do dado cheio, indo de 7,3% em janeiro de 2016 a 3,1% em novembro deste ano, em seu patamar mais baixo desde maio de 2007.

Os economistas tomam como base para sua avaliação o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Ao retirar itens pontuais, eles concluem que a queda no núcleo da inflação sugere de fato um movimento de baixa nos preços, o que levou à revisão das projeções.

Com isso, o núcleo da inflação deve seguir moderado, refletindo a tendência de baixa nos preços no Brasil, diz o IIF.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!