Previsão de déficit do Governo Central cai para R$ 156,736 bilhões – Jornal do Comércio

Os analistas de mercado ouvidos pelo Ministério da Fazenda continuam prevendo que o governo entregará um déficit primário neste ano menor que a meta fiscal negativa de R$ 159 bilhões. De acordo com o boletim Prisma Fiscal de dezembro, divulgado nesta quinta-feira pela Secretaria de Política Econômica (SPE) da pasta, a mediana das previsões passou de um rombo de R$ 157,413 bilhões para déficit de R$ 156,736 bilhões.

Também para 2018, os analistas projetaram déficit de R$ 155 bilhões, mantendo certa folga para a meta, que também é de R$ 159 bilhões no negativo. Em outubro, as previsões indicavam o saldo negativo de R$ 156,406 bilhões para o próximo ano.

O Prisma deste mês revisou para cima as previsões do mercado para a arrecadação das receitas federais em 2017, com a estimativa retornando de R$ 1,337 trilhão para R$ 1,341 bilhão. Para 2018, a projeção para a arrecadação segue em R$ 1,450 trilhão.

A estimativa para a receita líquida do Governo Central neste ano passou de R$ 1,141 trilhão para R$ 1,143 trilhão, enquanto para o próximo ano subiu de R$ 1,213 trilhão para R$ 1,214 trilhão. Já pelo lado do gasto, a projeção de despesas totais do Governo Central este ano subiu de R$ 1,295 trilhão para R$ 1,299 trilhão. Para 2018, a estimativa se manteve em R$ 1,365 trilhão.

A mediana das projeções dos analistas do Prisma para a Dívida Bruta do Governo Geral ao fim de 2017 passou de 75,11% do PIB para 75,20% do PIB. Para 2018, a estimativa que estava em 77,00% do Produto Interno Bruto (PIB) em outubro caiu para 77,21% do PIB no relatório desta quinta-feira.

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!