União autoriza estado do Rio a contrair empréstimo de R$ 2,9 bi – Exame

O presidente Michel Temer assinou nesta sexta-feira (15) um acordo com o Rio de Janeiro que autoriza o estado a contrair um empréstimo de R$ 2,9 bilhões para pagar os salários em atraso do funcionalismo público.

O contrato com o banco BNP Paribas, cuja garantia de pagamento será a privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), já estava assinado mas precisava do aval da União para que fosse formalizado.

A assinatura do termo de recuperação ocorreu no Palácio do Planalto com a presença do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão.

Pela manhã, o Diário Oficial da União já havia publicado um despacho em que, após ouvir o Tesouro Nacional, a União autoriza o contrato “mediante o cumprimento das exigências legais cabíveis”.

Nessa quinta-feira (14), o governador e o secretário da Fazenda do Rio, Gustavo Barbosa, detalharam as condições do empréstimo. O dinheiro deve cair na conta do estado em até três dias úteis. Segundo eles, a primeira parte do repasse, de R$ 2 bilhões, será integralmente utilizada para o pagamento do salário atrasado dos servidores até no máximo a próxima semana.

“Acabei de assinar com o presidente Michel Temer e ministro Meirelles a liberação do empréstimo de R$ 2,9 bilhões que vai permitir o pagamento de salários pendentes aos servidores do estado”, informou Pezão, por meio de sua conta no Twitter. O empréstimo faz parte do plano de recuperação fiscal firmado pelo estado com o governo federal.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!