Atividade econômica inicia 4º tri com queda de 0,1%, diz Serasa – Exame

No confronto com o décimo mês de 2016, contudo, houve aumento de 2,3%

access_time 18 dez 2017, 12h57

São Paulo – A atividade econômica começou o último trimestre do ano em queda após três trimestres consecutivos de crescimento.

De acordo com o Produto Interno Bruto (PIB) mensal da Serasa Experian, houve retração de 0,1% em outubro em relação a setembro, com ajuste sazonal.

No confronto com o décimo mês de 2016, contudo, houve aumento de 2,3%. No ano até outubro, o crescimento acumulado é de 0,8%.

Em nota, a equipe econômica da Serasa avalia que a retração em outubro pode ser temporária. “Apesar de a economia brasileira não estar mais em recessão, isto não evita que o atual quadro de crescimento econômico ainda contido apresente alguns meses pontuais de retração.”

Dentre os destaques de queda pelo lado da oferta, a Serasa cita que houve declínio de 2,8% na agropecuária e queda de 0,7% na indústria em outubro na comparação com setembro. Somente o PIB do setor de serviços teve crescimento, de 0,2%.

Sob a ótica da demanda, todos os componentes registraram retração na análise mensal. O consumo das famílias apresentou declínio de 1,1%, enquanto o do governo cedeu 0,4%.

Os investimentos tiveram variação negativa de 1,8% e as exportações recuaram 3,6%. Já as importações caíram 6,7% em outubro no confronto com o nono mês de 2017.

De janeiro a outubro, a atividade agropecuária acumula expansão de 13,6%. Em contrapartida, a indústria tem queda de 0,5% e o setor de serviços registra variação zero no acumulado dos dez primeiros meses do ano.

O consumo das famílias cresceu 0,5%, as exportações subiram 5,5% e as importações avançaram 4,4%. Na direção contrária, o consumo do governo recuou 0,7% e os investimentos tiveram declínio de 3,1% no acumulado do ano até outubro.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!