Otimismo com reforma tributária faz bolsas de Nova Iorque renovarem máximas – Jornal do Comércio

Os mercados acionários americanos fecharam em alta nesta segunda-feira (18), à medida que os investidores se mostraram otimistas com a perspectiva de aprovação de uma ampla reforma no sistema de impostos dos Estados Unidos.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,57%, a 24.792,20 pontos; o S&P 500 avançou 0,54%, a 2.690,16 pontos; e o Nasdaq teve alta de 0,84%, a 6.994,76 pontos, com os três indicadores renovando máximas históricas de fechamento. No intraday, o Nasdaq chegou a ultrapassar a marca psicologicamente importante de 7 mil pontos

Os preços das ações, nos últimos pregões, seguiram em linha com a probabilidade de um plano de reforma tributária elaborado pelo Partido Republicano ser transformado em lei nos próximos dias. As negociações entre senadores e deputados da sigla deixaram os republicanos prontos para aprovar o projeto nesta terça-feira na Câmara e, no dia posterior, no Senado, a fim de enviar a medida para a mesa do presidente americano, Donald Trump, para a sanção presidencial ainda nesta semana.

Um corte no imposto corporativo poderia ajudar a aumentar os lucros das empresas e manter o longo rali dos mercados acionários americanos, apontam investidores e analistas, mesmo que alguns expressassem preocupações. “Pode ser um tiro no pé para o mercado de ações”, disse o estrategista de mercados globais da J.P.Morgan Asset & Wealth Management, Alex Dryden. O setor financeiro tem sido um dos principais beneficiados com a perspectiva positiva para a reforma e, nesta segunda-feira, Goldman Sachs (+1,11%), Wells Fargo (+1,75%) e Bank of America (+1,52%).

No entanto, ações de gigantes de tecnologia foram algumas das maiores vencedoras do dia. O Twitter (+11,02%) foi o grande destaque do pregão desta segunda-feira, após o J.P.Morgan elevar a recomendação de compra da companhia de neutral para overweight O preço-alvo da ação do Twitter de US$ 20 para US$ 27. Já a Apple fechou em alta de 1,41%, no mesmo dia em que a RBC Capital Markets reiterou a classificação outperform da companhia e o preço-alvo da ação em US$ 190, escrevendo que a empresa se dirige para um ano-novo saudável na China, visto que as pesquisas com consumidores indicam que a demanda está “muito forte” fora dos Estados Unidos para o iPhone X.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!