Petrobras confirma venda de 25% do campo de Roncador para Statoil, por US$ 2,9 bilhões – Jornal do Comércio

A Petrobras confirmou, em fato relevante publicado na manhã desta segunda-feira (18) que assinou acordo com a empresa norueguesa Statoil para vender 25% da participação que detém no campo de Roncador, na Bacia de Santos, pelo valor total de US$ 2,9 bilhões. Desse total, US$ 2,35 bilhões serão pagos pela Statoil no fechamento da operação e US$ 550 milhões virão em pagamentos contingentes “relacionados aos investimentos dos projetos que visam o aumento do fator de recuperação do campo”.

Dessa forma, continua a Petrobras no comunicado, “os investimentos futuros neste campo serão realizados na proporção 2:1, com a Statoil assumindo 25% adicionais, limitados a US$ 550 milhões, além da sua participação adquirida. A Petrobras continuará como operadora do campo, com a participação de 75%”.

Mais cedo, a Statoil já havia anunciado o negócio, dizendo que a aquisição quase triplicará a produção da empresa no Brasil.

O acordo prevê a cooperação técnica com foco em aumentar o volume recuperável de petróleo (fator de recuperação) do campo, incluindo a extensão de sua vida útil. Também prevê, por meio do “Gas Term Sheet”, a opção para a Statoil contratar uma determinada capacidade de processamento de gás natural no terminal de Cabiúnas (TECAB) para o desenvolvimento da área do BM-C-33, onde as companhias já são parceiras, sendo a Statoil a operadora da área.

Os contratos relacionados aos ativos da parceria, segundo a Petrobras, são continuidade do acordo preliminar firmado e divulgado em 29 de setembro de 2017. A empresa lembra que a operação ainda está sujeita ao cumprimento de todas as condições precedentes previstas no Strategic Alliance Agreement (SPA), incluindo a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Atualmente, a Petrobras e a Statoil são parceiras em 13 áreas, em fase de exploração ou de produção, sendo que 10 estão localizadas no Brasil e 3 no exterior.

O campo de Roncador, localizado na área norte da Bacia de Campos, a cerca de 125 km do Cabo de São Tomé, foi descoberto em outubro de 1996. Possui uma área de aproximadamente 400 quilômetros quadrados, tendo sido instaladas quatro unidades de produção: P-52, P-54, P-55 e P-62. A produção média deste campo, em novembro, foi de aproximadamente 240 mil barris de óleo por dia e 40 mil barris de óleo equivalente (BOE) por dia de gás associado.

O terminal de Cabiúnas (Tecab), localizado na cidade de Macaé, no Norte Fluminense, e operado pela Transpetro, passa por novo processo de ampliação para atender às demandas do pré-sal. A unidade, que é hoje o maior polo de processamento de gás natural do Brasil, terá sua capacidade expandida e poderá processar até 25 milhões de m3/dia de gás natural – o equivalente ao consumo diário de sete cidades do porte do Rio de Janeiro – e cerca de 70 mil BPD de condensado de gás natural. Dessa capacidade total, 13 milhões de m3/dia se destinam ao pré-sal da Bacia de Santos e 12 milhões de m3/dia continuam atendendo à Bacia de Campos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!