Medida do compulsório corresponde à liberação de R$ 6,5 bilhões diz Banco Central – Jornal do Comércio

O Banco Central informou nesta terça-feira (19), por meio de nota, a redução das alíquotas de recolhimentos de compulsórios sobre recursos à vista e a prazo. A medida, de acordo com o BC, faz parte da Agenda BC+, no pilar Crédito Mais Barato, e gera efeito líquido correspondente à liberação de R$ 6,5 bilhões de recursos depositados, “contribuindo para a redução estrutural do volume de depósitos compulsórios”.

Por meio da Circular nº 3.867, o BC fez a alíquota do recolhimento sobre recursos à vista passar de 45% para 40% e a alíquota incidente sobre recursos a prazo passar de 36% para 34%.

Segundo o BC, “a decisão segue as políticas de simplificação do recolhimento compulsório e de redução gradual da complexidade operacional existente, visando a reduzir custos de observância”

A instituição afirmou que a medida também neutraliza “o efeito monetário previsto da entrada em vigor da redução do valor de referência de recolhimentos compulsórios a partir de 26 de dezembro, tendo pleno efeito a partir de 2 de janeiro, conforme a Circular nº 3.823, de 24 de janeiro de 2017”.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!