Vitória de Piñera em eleição no Chile impulsiona Bolsa de Santiago – Jornal do Comércio

A vitória do candidato de centro-direita Sebastian Piñera na eleição presidencial do Chile no domingo deu fôlego à bolsa de Santiago nesta segunda-feira, que apresentou um forte salto em seus ganhos. O índice IPSA fechou em alta de 6,90%, aos 5 595,65 pontos. Das 40 empresas que compõem o indicador acionário, apenas duas terminaram o dia em baixa.

A forte valorização ocorre em meio a promessas de Piñera de uma agenda favorável a reformas econômicas. Esperava-se que o resultado fosse ser mais apertado após o desempenho de Piñera ser considerado abaixo do esperado no primeiro turno. No entanto, com 98,4% dos votos apurados, o candidato teve 54,6% contra 45,5% de Alejandro Guillier.

Para a economista Florencia Vazquez, do BNP Paribas, os mercados promoveram fortemente o resultado à medida que os preços dos ativos despencaram após o desempenho desapontador de Piñera no primeiro turno. “Os agentes consideram Piñera como um candidato profissional que deverá melhorar a eficiência e agilizar a regulamentação, a fim de promover os investimentos”, comentou a analista. Ela lembra, ainda, que uma das principais promessas de campanha dele foi se esforçar para restaurar o crescimento chileno, que ficou abaixo do esperado nos últimos quatro anos.

De acordo com a Capital Economics, o futuro presidente do Chile, no entanto, enfrentará obstáculos no Congresso que tornarão difícil a aprovação de parte de reformas favoráveis ao mercado, incluindo uma redução no tributo corporativo. Sobre esse assunto, a professora Verónica Mies, do Instituto de Economia da Universidade do Chile, afirmou, em entrevista ao Broadcast, que Piñera precisará ter habilidade e trabalhar sobre temas em que já há consenso. Entre as reformas que ela considera necessárias, estão a trabalhista, a tributária e a previdenciária.

Com o resultado, a consultoria de risco político Eurasia Group atualizou a trajetória de curto prazo do Chile para positiva, ao dizer que “a retumbante vitória de Piñera irá prejudicar a capacidade do governo atual de aprovar uma lei polêmica antes da mudança de governo em março”. Para a Eurasia, Piñera deve aumentar o capital político para negociar melhor as reformas com um Congresso fragmentado, enquanto a política se tornará mais favorável às empresas durante o próximo governo chileno.

Entre as companhias que se destacaram positivamente na Bolsa de Santiago, estiveram os bancos: o Santander Chile subiu 7,45%, o Banco de Chile avançou 8,59% e o ItauCorpBanca ganhou 7,72%. Entre as maiores altas, a Salfacorp, do ramo imobiliário, apresentou salto de 21,22%.

Não só o mercado acionário foi favorecido pela vitória de Piñera No mercado de câmbio, o dólar recuou para 622,10 pesos chilenos, representando queda de 2,19% em relação à cotação de sexta-feira.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!