Chanceler culpa EUA por crise da dívida na Venezuela – Exame

O chanceler venezuelano Jorge Arreaza acusou nesta quinta-feira, em Pequim, os Estados Unidos pela crise da dívida de seu país e afirmou que a Venezuela sofre uma “agressão permanente” por parte de Washington.

Durante uma visita oficial à capital chinesa, Arreaza atacou o presidente Donald Trump e as sanções americanas e europeias.

“Nosso país é um país sob ataque e agressão permanente por parte dos governos dos Estados Unidos”, afirmou Arreaza em coletiva de imprensa na China, um dos países credores da Venezuela.

“Graças a Deus a humanidade conta contaRepública Popular da China para garantir a paz ou, ao menos, o menor número de conflitos”, acrescentou.

Segundo os especialistas, a Venezuela deve entre 20 e 30 bilhões à China, de uma dívida total que chegaria a 150 bilhões.

A Venezuela foi declarada em default parcial de sua dívida no mês passado, quando assinou um acordo para reestrutura seu déficit com a Rússia.

Pequim, por sua vez, se mostrou confiante de que o país poderá “gestionar apropriadamente” a crise de sua dívida.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!