Petróleo sobe apoiado por otimismo e estoques menores nos EUA – Jornal do Comércio

Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta quinta-feira, 21, em meio ao otimismo com o crescimento da economia americana após a aprovação da reforma tributária pelo Congresso dos Estados Unidos, e com apoio do recuo dos estoques da commodity no país.

Na Nymex, o petróleo WTI para fevereiro subiu US$ 0,27 (0,46%) e fechou a US$ 58,36 por barril. Já o Brent para o mesmo mês negociado na ICE, em Londres, avançou US$ 0,34 (0,52%) a US$ 64,90 por barril.

“Ainda é um mercado otimista, no geral”, disse Ric Navy, vice-presidente de futuros de energia da RJ O’Brien & Associates. “É uma coisa de momento”, completou.

Ontem, o Congresso americano aprovou a lei de reforma tributária dos republicanos, que o presidente Donald Trump chamou de “maior corte de impostos da história do país”. Espera-se que com as novas políticas, a economia americana acelere, o que espalhou otimismo no mercado.

Os preços de petróleo inverteram perdas verificadas mais cedo, quando foram pressionados por notícias de que um oleoduto danificado no Mar do Norte pode voltar a funcionar em breve. A Ineos, que opera o oleoduto, disse que espera finalizar os reparos perto do Natal.

O sistema de oleoduto Forties foi fechado no último dia 11, depois de a Ineos descobriu uma rachadura na estrutura. Como resultado o fluxo de 450 mil barris por dia foi interrompido, impulsionando os preços do combustível fóssil.

Ontem, no entanto, o Departamento de Energia dos EUA informou que houve uma queda de 6,5 milhões de barris de petróleo nos estoques do país na semana passada, superando as expectativas do mercado.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!