Persona non grata, embaixador do Brasil na Venezuela não voltará a Caracas – Isto É

Se o embaixador do Brasil na Venezuela, Ruy Pereira, for mesmo declarado ‘persona non grata’, como anunciou hoje a presidente da Assembleia Nacional Constituinte e ex-chanceler venezuelana, Delcy Rodríguez, ele terá de deixar o país. No entanto, o embaixador não se encontra na Venezuela. Viajou para as festas de fim de ano. Assim, na prática, ele não poderá retornar.

Em nota divulgada há pouco, o Ministério das Relações Exteriores afirma que o Brasil deverá adotar “medidas de reciprocidade correspondentes”. O mais provável é que o representante mais graduado da Venezuela no Brasil também seja declarado ‘persona non grata’.

Delcy disse hoje, em entrevista, que a Venezuela decidiu declarar Pereira e o encarregado de negócios do Canadá, Craib Kowalik, como ‘persona non grata’. Ela acrescentou que os processos para isso seriam iniciados em breve.

O anúncio foi feito ao final de uma resposta na qual ela avaliou a aprovação, no Brasil, da legislação que estabelece uma cláusula de barreira para partidos políticos. Ela foi questionada sobre essa legislação “bastante particular” sobre partidos e organizações políticas.

“Ela impede que partidos pequenos tenham participação eleitoral”, disse, para depois fazer um contraste com o quadro na Venezuela, onde há “uma ampla gama de partidos políticos.”

O Brasil tem criticado com frequência a ruptura do governo de Nicolás Maduro em relação aos princípios democráticos. Foi por essa razão que a Venezuela foi suspensa do Mercosul com base na cláusula democrática em agosto passado, no primeiro ato da presidência brasileira no bloco.

Delcy afirma que a decisão em relação ao canadense se deu por sua “permanente, grosseira e vulgar intromissão nos assuntos internos da Venezuela”, e a do embaixador do Brasil, “até que se reconstitua o fio constitucional que o governo de fato violou.” A Venezuela não reconhece o governo de Michel Temer e considera que a ex-presidente Dilma Rousseff foi afastada por um “golpe”.

Como reação ao impeachment, em maio passado, a Venezuela e outros países de linha “bolivariana” retiraram seus embaixadores do Brasil. Em resposta, o Brasil fez o mesmo.

Mas, em maio deste ano, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, enviou Pereira de volta a Caracas num movimento para normalizar as relações. A Venezuela continua sem embaixador em Brasília.

Ao mesmo tempo em que buscou restabelecer o diálogo com Caracas, o Brasil nunca deixou de criticar as medidas adotadas contra os direitos humanos e os princípios democráticos. A nota mais recente foi divulgada na última quinta-feira, depois que o governo Maduro decidiu dissolver os governos municipais de Caracas e Alto Apure.

Nela, o governo brasileiro classificou o ato como mais um componente do “continuado assédio” à oposição. E acrescenta que medidas como essas “desmentem o anunciado interesse do governo venezuelano em buscar uma solução negociada e duradoura para a crise.”

A fala de Delcy está disponível no YouTube. https://www.youtube.com/watch?v=G2nW5-BE_2s

The post Persona non grata, embaixador do Brasil na Venezuela não voltará a Caracas appeared first on ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!