México amplia hedge cambial contra aumento da volatilidade – Exame

Segundo o banco central mexicano, nos leilões de moeda serão acrescidos US$ 500 milhões à atual oferta de US$ 5 bilhões

access_time 26 dez 2017, 14h27

O Banco do México anunciou a ampliação de seu programa de hedge cambial, como resposta à alta volatilidade e deterioração das condições de operação do mercado, que levaram o peso à mínima em nove meses ante o dólar.

Segundo o banco central mexicano, nos leilões de moeda serão acrescidos US$ 500 milhões à atual oferta de US$ 5 bilhões.

O banco central colocou US$ 250 milhões em contratos a prazo não negociáveis de 30 dias a uma taxa de câmbio média de 19.6256 pesos por dólar e US$ 250 milhões em contratos de 57 dias a 19.6918 por dólar.

A demanda foi de US$ 255 milhões para os contratos de um mês e de US$ 375 milhões para os contratos de dois meses.

Se o peso se enfraquecer mais até o vencimento dos contratos, o banco central pagará a diferença em pesos, e se a moeda local se valorizar, o BC receberá a diferença.

Os contratos de hedge são uma forma de o banco central apoiar o mercado cambial sem esgotar as reservas internacionais do México, que atualmente estão em cerca de US$ 172,5 bilhões.

O programa de hedge de até US$ 20 bilhões foi lançado em fevereiro, após o peso registrar desvalorização recorde, ao chegar a 22 pesos por dólar.

O Banco do Mexico informou que a decisão de aumentar a oferta no programa de hedge tem por objetivo prover liquidez ao mercado e, se necessário, novas medidas poderão ser tomadas.

Pouco após o anúncio do BC, o peso se valorizou levemente, passando de 19,74 pesos por dólar na sexta-feira para 19,57 pesos por dólar hoje.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!