Com liquidez reduzida, dólar fecha perto da estabilidade – Jornal do Comércio

Em mais um dia de liquidez baixa, por causa das festas de fim de ano, o dólar terminou a sessão desta quarta-feira, 27, próximo à estabilidade. Segundo profissionais do mercado, a expectativa de um eventual rebaixamento da nota de crédito do País pela S&P segue no radar, o que mantém a divisa acima dos R$ 3,30.

O dólar à vista fechou em baixa de 0,07%, a R$ 3,3124. O giro foi de US$ 1,2 bilhão. Na mínima, chegou a R$ 3,2939 (-0,63%) e, na máxima, R$ 3,3174 (+0,08%).

“A tendência para o final do mês é de acomodação do dólar nesses patamares, enquanto se aguarda a S&P. Um possível rebaixamento do País traz como contrapartida a expectativa pelo julgamento de Lula em janeiro e dados positivos da economia, com o segundo mês seguido de superávit primário e melhora substantiva nas vendas de Natal”, escrevem analistas da Lerosa Investimentos, em relatório.

Mesmo com o baixo volume, os negócios sofreram influência ainda da briga pela formação da Ptax do fim do mês, que acontece nesta quinta-feira (28), último dia útil de 2017 no mercado financeiro.

Segundo Ricardo Gomes da Silva, diretor da Correparti, o mercado aguarda uma manifestação da S&P sobre o rating do Brasil após o fechamento dos negócios nesta quinta-feira, 28. “O nível atual do dólar já precifica o rebaixamento da nota do País, por isso, mesmo que seja confirmado, esperamos apenas reação negativa pontual no câmbio na volta dos mercados, em 2 de janeiro, até porque o Brasil já não tem o grau de investimento”, diz Gomes da Silva.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!