BNDES renegocia dívida de R$ 1,2 bi de Minas Gerais – Exame

Nova rodada encerra uma série de negociações de dívidas estaduais da ordem de R$ 9 bilhões de 14 Estados

access_time 28 dez 2017, 17h12

Rio de Janeiro – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta quinta-feira, 28, que renegociou a dívida de R$ 1,2 bilhão com o Estado de Minas Gerais, encerrando uma série de negociações de dívidas estaduais da ordem de R$ 9 bilhões de 14 Estados.

O único a ficar de fora foi o Estado do Amapá, que não conseguiu cumprir a tempo as condições impostas pelo banco para rever a dívida de R$ 420,9 milhões.

Com a renegociação, o Estado de Minas ganhou uma prorrogação de 10 anos nos pagamentos, incluindo um prazo de carência de 4 anos.

A dívida renegociada do Estado de Minas corresponde a dois empréstimos: R$ 1,1 bilhão do Proinveste e R$ 88,8 milhões do Programa Emergencial de Financiamento (PEF 2).

O Proinveste e o PEF 2 são programas de apoio à execução de despesas de capital constantes do Plano Plurianual (PPA) e das Leis Orçamentárias dos Estados e Distrito

Foram beneficiados com prazos maiores para o pagamento de dívida como BNDES os Estados do Acre (R$ 397,7 milhões); Alagoas (R$ 156,6 milhões); Bahia (R$ 1,6 bilhão); Ceará (R$ 368,7 milhões); Maranhão (R$ 1,0 bilhão); Mato Grosso do Sul (R$ 341,2 milhões); Paraíba (R$ 750,3 milhões); Pernambuco (R$ 119,4 milhões); Piauí (R$ 515,8 milhões); Rio Grande do Sul (R$ 106,9 milhões); Santa Catarina (R$ 440,7 milhões); Sergipe (R$ 212,0 milhões) e São Paulo (R$ 1,7 bilhão), além de Minas.

A renegociação com o Estados teve como base a Lei Complementar nº 156 de 28 de dezembro de 2016 – que estabelece o Plano de Auxílio aos Estados e ao Distrito Federal, incluindo as dívidas dos entes federativos com o BNDES.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!