Confiança da indústria termina 2017 no melhor nível em 4 anos – Exame

Os dados divulgados pela FGV mostraram que o Índice da Confiança da Indústria subiu 1,3 ponto em dezembro e terminou o ano com 99,6 pontos

Por Reuters

access_time 28 dez 2017, 08h50

São Paulo – O setor industrial do Brasil terminou 2017 com a confiança na máxima em quase quatro anos diante do maior otimismo para o futuro, apontou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.

Os dados divulgados pela FGV mostraram que o Índice da Confiança da Indústria (ICI) subiu 1,3 ponto em dezembro e terminou o ano com 99,6 pontos, nível mais alto desde os 100,1 pontos de janeiro de 2014.

“A indústria percebe melhora no ambiente de negócios e acredita na manutenção dessa trajetória favorável nos próximos meses… pela primeira vez desde setembro de 2013, há prevalência de respostas otimistas na pesquisa, o que reforça a perspectiva do setor de continuidade da recuperação da confiança em 2018”, disse a coordenadora da Sondagem da Indústria da FGV/IBRE, Tabi Thuler Santos, em nota.

Entre os 19 segmentos industrias pesquisados, 11 apresentaram melhora no mês.

O Índice da Situação Atual (ISA) avançou 1,3 ponto e foi a 98,5 pontos, melhor patamar desde fevereiro de 2014, devido principalmente à melhora na percepção sobre os negócios.

Já o Índice de Expectativas (IE) subiu 1,4 ponto e foi a 100,8 pontos, nível mais alto desde junho de 2013, com a melhora na percepção sobre a evolução dos negócios nos seis meses seguintes.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada, por sua vez,avançou 0,3 ponto percentual em dezembro sobre novembro e alcançou 74,5 por cento.

O resultado final da confiança da industria contraria sua prévia, que havia indicado queda do ICI com piora da percepção atual.

A confiança do consumidor e do comércio também mostraram melhora em dezembro.

De acordo com os dados mais recentes divulgados pelo IBGE, a produção industrial do Brasil registrou em outubro expansão de 0,2 por cento sobre o mês anterior, impulsionada por bens de capital e de consumo.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!