Coreia do Sul Não Irá Banir o Bitcoin, Apesar das Especulações – Portal do Bitcoin

Na manhã de hoje, falsos rumores sobre um possível banimento do bitcoin pelo governo sul coreano ajudou a empurrar o preço do bitcoin e das principais criptomoedas para baixo.

Coreia do Sul não está proibindo Bitcoin

A Reuters publicou um artigo alegando que o governo sul-coreano aplicará novas regulamentações e fechará as exchanges de criptomoedas. No entanto, apenas horas depois, a Reuters corrigiu a história informando que o governo sul-coreano fechará contas anônimas das exchanges de criptomoedas, que já era o plano desde 13 de dezembro.

Consequentemente, a Reuters foi criticada levando a Forbes a publicar seu artigo anterior datado de 15 de dezembro, reafirmando que o governo sul-coreano está em processo de regulamentar o mercado para impulsionar a adoção e estabilizar ainda mais o setor de criptomoedas.

O que acontecerá?

O objetivo principal é o governo sul-coreano desativar contas anônimas nas exchanges de criptomoedas. Em uma reunião de emergência realizada em 13 de dezembro, o governo sul-coreano e sua força-tarefa formada pelo Ministério da Estratégia e Finanças da Coreia do Sul, Comissão de Serviços Financeiros, Ministério da Justiça, Comissão de Comércio Justo e Comissão de Supervisão Financeira revelaram que investidores estrangeiros e menores de idade serão proibidos de negociar bitcoin.

A proibição de investidores estrangeiros foi aplicada após um grupo de traders chineses terem sido capturados lavando milhões de dólares e aproveitando as taxas de mercado do mercado de câmbio da sul-coreano através da arbitragem de bitcoin. Como o preço do bitcoin no mercado sul-coreano é cerca de 20% maior do que o preço médio global, os traders trouxeram bitcoin da China, possivelmente de mineradores locais, os venderam na Coreia do Sul e enviaram o yuan chinês de volta para sua terra natal.

O governo sul-coreano introduziu regulamentos para evitar que tais atividades ocorram no futuro e para proteger os investidores de grandes riscos envolvidos no comércio de criptomoedas. Anteriormente, o primeiro-ministro sul-coreano, Lee Nak-yeon, expressou suas preocupações sobre a mania do bitcoin na Coreia do Sul, já que estudantes do ensino médio e estudantes universitários começaram a negociar bitcoin diariamente.

Empresas locais querem a regulamentação

As exchanges locais, como a Bithumb, a segunda maior do mundo, com sede em Seul, na Coreia do Sul, disse que ficam feliz com as regulamentações porque permitirão que o mercado local de bitcoins se estabilize, amadureça e cresça a um ritmo mais rápido. Além disso, um número crescente de investidores no mercado sul-coreano está sendo vítima de esquemas ponzi relacionados à criptomoedas.

Leia Também: A Centralização que Rodeia o Bitcoin e Outras Criptomoedas

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!