Maioria das Bolsas da Europa fecha em queda; Londres atinge novo recorde – Jornal do Comércio

As bolsas europeias fecharam na grande maioria em terreno negativo nesta quinta-feira (28) em dia de volumes mais baixos em negociação, num dos últimos pregões do ano. Em Londres, porém, o setor de energia ajudou e o índice FTSE-100 fechou em novo patamar recorde, embora com variação mínima ante a sessão anterior. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em baixa de 0,33%, em 389,25 pontos.

No câmbio, o euro se fortaleceu em relação ao dólar durante o pregão, o que pressiona ações de exportadoras da zona do euro. Mais cedo o cenário para as bolsas era misto, porém conforme o fim do pregão se aproximava a maioria delas se firmou em território negativo.

Em um dia sem indicadores importantes, o destaque ficou por conta do Banco Central Europeu (BCE), que divulgou seu mais recente boletim econômico. A instituição afirmou que o maior impulso econômico eleva a confiança de que a inflação caminhará para a meta de quase 2% do BCE.

Ao mesmo tempo, o BCE notou que as pressões domésticas sobre os preços seguem contidas em geral e que ainda precisam mostrar “sinais convincentes” de uma tendência de alta sustentável.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,03%, em 7.622,88 pontos. Papéis de mineradoras e ligados a commodities em geral apoiaram o movimento levemente positivo. A mineradora Antofagasta avançou 0,81%, enquanto Rio Tinto se destacou e subiu 1,54%.

Em Frankfurt, o índice DAX recuou 0,69%, a 12.979,94 pontos. No setor bancário, Deutsche Bank caiu 0,81% e Commerzbank, 0,24%. A montadora Volkswagen teve queda de 0,09%. O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, teve baixa de 0,55%, a 5.339,42 pontos. A petroleira Total recuou 0,43%.

Na Bolsa de Milão, o FTSE-MIB caiu 0,36%, a 22.120,95 pontos. Intesa Sanpaolo recuou 0,99%. Em Madri, o índice IBEX-35 teve queda de 0,71%, a 10.093,10 pontos. A petroleira Iberdrola teve queda de 0,88% e, entre os bancos, o papel do Santander também caiu 0,88%. Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 recuou 0,19%, a 5.368,83 pontos. Entre as ações da praça portuguesa, EDP-Energias de Portugal caiu 0,59%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!