Bolsas da Europa fecham última sessão do ano em baixa – Valor

SÃO PAULO  –  As bolsas da Europa fecharam a última sessão de 2017 em baixa, mas o ano foi positivo para os mercados do continente.

O índice pan-europeu Stoxx 600, por exemplo, acumulou na temporada uma valorização de 7,66%. Ainda na base anual, o índice inglês FTSE 100, da Bolsa de Londres, subiu 7,6%, o alemão DAX, de Frankfurt, atingiu ganhos de 12,5%, enquanto o francês CAC, de Paris, avançou 9,2%.

Levando em conta apenas os pregões desta sexta-feira, esses indicadores – exceto o de Londres -, recuaram levemente, em sessões de fraco volume de negócios, por conta do fim de ano. O Stoxx 600 fechou em leve baixa de 0,09%, a 389,18 pontos, o DAX caiu 0,48%, para 12.917,64 pontos, e o CAC 40 recuou 0,50%, a 5.312,56 pontos.

Já FTSE 100, referência da Bolsa de Londres, fechou em nova máxima histórica de encerramento, batendo 7.687,77 pontos, com um ganho de 0,85% no dia. Esse comportamento distinto do apresentado pelos demais indicadores pares europeus foi determinado pelos ganhos do setor de mineração. 

Após os ganhos acumulados em 2017, parte dos investidores questiona o espaço que resta para que as ações das bolsas da Europa sigam subindo em 2018, após o massivo avanço observado em nível global este ano.

“Os preços de todos os ativos de risco têm crescido como cogumelos: ações, instrumentos de dívida e commodities”, aponta Alain Bokobza, diretor de alocação global de ativos do Société Générale. “Estamos começando 2018 com a melhor perspectiva de crescimento em anos, mas seria preferível iniciar o ano com um número menor de preocupações”.

O câmbio é um fator de atenção. Em 2017, por exemplo, os ganhos do Stoxx 600 já foram limitados pela apreciação do euro e da libra ante o dólar.

No ano, o euro segue a caminho de acumular o maior avanço desde 2003 frente ao dólar, em alta de 14,3% ao longo de 2017, enquanto a libra acumula avanço de 9,5% ante a moeda americana.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!