RGE e RGE Sul alerta para golpes em faturas de conta de luz – Jornal do Comércio

Através de boletos de pagamento, clientes da Rio Grande Energia (RGE) e da RGE Sul Distribuidora de Energia S/A, estão sendovítimas de golpe nas contas de luz. Pessoas não credenciadas pela empresa estariam trocando boletos de pagamento por faturas falsas e enviando código de barras por SMS, além de entrar na casa dos clientes para suposta manutenção da rede elétrica.

A RGE atua na região norte-nordeste do Rio Grande do Sul e atende a 255 municípios gaúchos, 54% do total de municípios do Estado. Já a RGE Sul, distribuidora do Grupo CPFL Energia, tem atuação na Região Metropolitana, Centro e Leste, atendendo a 1,3 milhão de clientes em 118 municípios gaúchos.

Em nota, a empresa diz que os boletos estão sendo trocados dentro das caixa de correios por faturas sem as descrições originais da empresa. Como forma de auxiliar a população que utiliza o serviço, a empresa dá dicas de como identificar a conta original: o primeiro indicativo são os números no inicio do código de barras 836, que é referente a uma fatura de energia elétrica. O segundo, para os cliente da região Sul, são os números 0086, que confirmam a veracidade da fatura.

As empresas também alertam que não fazem qualquer tipo de serviço mediante pagamento prévio. As cobranças são realizadas apenas via fatura de energia. Mesmo via telefone, não há a solicitação de senha de acesso ao site da RGE e RGE Sul, o que, inclusive, é pessoal e intransferível de cada consumidor.

O cliente que achar suspeita a sua fatura pode entrar em contato com a empresa pelo telefone 0800.707.7272 (região Sul) ou pelo site www.rgesul.com.br.

Para controle e localização dos golpistas, a RGE firmou parceria com a Polícia Civil, que já iniciou busca por suspeitos. A distribuidora ainda indica aos clientes que forem vítima a se direcionar a um posto da Polícia Civil para fazer um boletim de ocorrência.  

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!