Bolsas da Europa sobem na estreia de regras financeiras, mas Londres oscila – Jornal do Comércio

As bolsas europeias operam em sua maioria em território positivo na manhã desta quarta-feira (3), quando entra em vigor um novo conjunto de regras no setor financeiro da União Europeia. Londres, porém, oscila, diante da libra em patamar forte após altas recentes.

Em um dia com poucos indicadores relevantes, investidores se voltaram para outros fatores. Uma notícia importante é que entra hoje em vigor um novo conjunto de regras para deixar os negócios financeiros mais transparentes na União Europeia. Trata-se da segunda fase da Diretriz de Mercados de Instrumentos Financeiros (Mifid II, na sigla em inglês), um conjunto abrangente de normas, com 1,4 mil parágrafos que afetam os mais diferentes agentes do mercado. Hoje, esses agentes apontam que a liquidez pode ser afetada durante algumas sessões, conforme todos se adaptam às exigências da Mifid II.

No Reino Unido, o setor de varejo se saía bem, após uma empresa importante do setor, a Next PLC, informar que suas vendas antes do Natal receberam um impulso, diante das temperaturas mais frias registradas no período. A ação da Next avançava 7,36% em Londres. Por outro lado, o impulso dessa praça era contido pela libra forte. A moeda subiu nas duas últimas sessões. Embora hoje ela opere em leve queda ante o dólar, o patamar atual já é suficiente para pressionar os papéis de exportadoras britânicas.

No único dado importante do dia, a taxa de desemprego ajustada na Alemanha seguiu em 5,5% em dezembro, como esperado pelos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal. No restante da semana, há mais expectativa pela divulgação da inflação ao consumidor preliminar da zona do euro referente a dezembro, na sexta-feira. Os sinais dos preços são cruciais para as diretrizes do Banco Central Europeu (BCE), que avaliará ao longo deste ano qual o momento ideal para começar a apertar gradualmente a política monetária, a fim de manter o crescimento, mas sem causar desequilíbrios com estímulos para além do necessário.

Às 8h12min (de Brasília), a Bolsa de Londres recuava 0,01%, Frankfurt subia 0,20% e Paris tinha alta de 0,25%. Milão oscilava e recuava 0,03%, Madri avançava 0,38% e Lisboa tinha ganho de 1,03%. No câmbio, o euro caía a US$ 1,2038 e a libra recuava a US$ 1,3588, perto da estabilidade.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!