Tecnologia e reaproximação das Coreias sustentam ganhos das bolsas da Ásia – Jornal do Comércio

As principais bolsas da Ásia encerraram o pregão desta quarta-feira em alta, influenciadas pelo avanço dos mercados de ações americanos na véspera e pela diminuição da tensão geopolítica entre as duas Coreias.

Mais uma vez, o destaque de alta nos mercados asiáticos foi o de ações de tecnologia, ecoando o ganho de 1,50% da véspera do índice Nasdaq, em Nova Iorque.

Em Taiwan, onde está concentrada a maior parte das companhias abertas que fazem parte da cadeia de produção da Apple, o índice Taiex terminou com valorização de 0,85%, aos 10.801,57 pontos. A fabricante de semicondutores para iPhones TSMC teve alta no pregão de 1,94%.

Os papéis de empresas de tecnologia também ajudaram o índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, a fechar na máxima em dez anos. O indicador acionário subiu para 30.571,26 pontos (+0,18%). Entre as principais altas, destaque para a subida de mais de 1,24% dos papéis da Tencent Holdings e de 1,80% da AAC Technologies.

“Muito do que estamos vendo hoje é a antecipação da reação do mercado à provável subida dos lucros trimestrais das companhias de tecnologia”, destacou o analista de ações da gestora australiana ASR Wealth Advisers Shane Chanel.

Além do otimismo em relação ao setor de tecnologia, a perspectiva de reaproximação entre as duas Coreias ajudou a manter o bom humor dos investidores. Nesta madrugada, autoridades de Seul e de Pyongyang confirmaram que os dois lados abriram uma canal de comunicação na fronteira com o objetivo inicial de buscar cooperação durante os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang.

Assim, o índice Kospi, da Bolsa de Seul, terminou em 2.486,35 pontos (+0,27%). A Samsung Electronics teve salto de 1,18% e o conglomerado industrial Hyosung disparou 6,12%.

Na China continental, o índice Xangai Composto subiu 0,82%, para 3.369,11 pontos, e o Shenzhen composto teve valorização de 0,77%, encerrando em 1.934,00 pontos.

Tanto na Nova Zelândia e quanto nas Filipinas as bolsas encerraram em recordes históricos. O índice S&P/NZX 50, de Wellington, avançou para 8.424,91 (+0,32%). O PSE, de Manila, terminou em 8.712,86 pontos (+1,80%).

Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 subiu para 6.070,40 pontos (+0,15%), ajudado pelos papéis de mineradoras, que acompanharam a valorização do minério de ferro. A BHP Billiton teve alta de 1,68% e a Rio Tinto ganhou 2,21%.

A Bolsa de Tóquio somente volta a operar nesta quinta-feira.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!