Fitch: acordo da Petrobras nos EUA reduz risco de litigância – Jornal do Comércio

A agência de classificação de risco Fitch afirmou nesta quinta-feira (4) que o acordo proposto pela Petrobras na quarta-feira para encerrar a ação coletiva movida por investidores nos Estados Unidos representa crédito neutro para a companhia, caso seja aprovado. A nota da petroleira na Fitch atualmente é BB Negativo.

“O pagamento de US$ 2,95 bilhões pode ser coberto com dinheiro em caixa e o impacto na alavancagem e no fluxo de caixa é manejável”, diz a Fitch em relatório. Para a agência, o pagamento dessa multa pode pressionar o fluxo de caixa livre (FCF) a entrar marginalmente em território negativo.

“A Petrobras continua fazendo parte das investigações da Securities and Exchange Commission (SEC, a CVM dos EUA) e do Departamento de Justiça relacionadas ao escândalo de corrupção da Lava Jato, o que reduz o risco de litigância e pode resultar em multas”, afirmou a Fitch.

Apresentado na quarta, o acordo proposto pela Petrobras é constituído pelo pagamento de US$ 2,95 bilhões em três parcelas, sendo duas de US$ 983 milhões e a última de US$ 984 milhões. O trato será submetido à apreciação do juiz da Corte Federal de Nova Iorque.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!