Governo chinês incentiva investimento no exterior – Jornal do Comércio

O Ministério das Finanças da China divulgou uma série de incentivos fiscais para encorajar as companhias do país a investir no exterior. Segundo comunicado, várias divisões de uma empresa doméstica terão isenção de um aumento no imposto sobre lucro corporativo, nesse caso.

A medida busca evitar a dupla tributação e também reduzir os encargos tributários para as empresas domésticas, informou o Ministério das Finanças. As regras valem apenas para negócios no exterior que sejam pelo menos 20% propriedade de companhias chinesas.

As empresas domésticas poderão também usar um método diferente para calcular seu imposto, caso tenham investimentos em vários países, segundo o governo. Com isso, elas poderão alocar seus créditos tributários em diferentes países, o que ajudaria a reduzir a pressão sobre o fluxo de caixa, explica o comunicado.

O anúncio dos mais recentes incentivos é feito uma semana após a China dizer que isentaria companhias estrangeiras de pagar imposto sobre seu lucro caso ele seja reinvestido nos setores especificados por Pequim, um esforço para atrair investidores estrangeiros.

 

A agência estatal Xinhua pediu que os Estados Unidos adotem medidas para controlar as tensões comerciais entre a China e os Estados Unidos e pediu mais cooperação bilateral. Mas também advertiu, em um comentário, que Pequim adotará “medidas retaliatórias” em 2018, caso os EUA continuem a adotar uma mentalidade de soma zero.

A Xinhua também criticou os EUA por adotarem “uma abordagem cada vez mais protecionista e isolacionista”. A agência argumenta que a China tem feito esforços para promover a cooperação com Washington.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!