Vendas no varejo crescem 2,3% em novembro, revela Mastercard – Jornal do Comércio

As vendas no varejo brasileiro, excluindo material de construção e automóveis, cresceram 2,3% em novembro de 2017 na comparação com igual mês do ano anterior, de acordo com o indicador da Mastercard, o SpendingPulse. Esse é o sétimo mês de expansão nas vendas, destaca a empresa em nota.

Entre os setores, supermercados, artigos farmacêuticos e móveis e eletrodomésticos tiveram crescimento acima do indicador geral, enquanto os setores de uso pessoal e doméstico, vestuário e combustíveis ficaram aquém do avanço de 2,3% registrado para o comércio varejista.

No mês da Black Friday, o comércio eletrônico teve alta de 28,3%. Nesse canal, os destaques foram móveis e vestuário. Só no final de semana da Black Friday (sexta-feira a domingo, dias 24 a 26 de novembro), as vendas subiram 29,5% frente ao mesmo período de 2016, impactando positivamente os números do mês.

Por regiões, o melhor desempenho foi do Sul do País (3,7%), seguido por Norte (3%) e Sudeste (2,7%). O Nordeste teve resultado inferior ao da média nacional (0,6%). Já o centro-oeste observou recuo nas vendas, de 0,7%.

“No atual cenário econômico brasileiro observamos uma ligeira queda no desemprego, apesar de ainda estar em um patamar elevado, o consumidor está mais otimista e confiante com o mercado, refletindo uma perspectiva positiva para o varejista, principalmente no comércio eletrônico. O crescimento expressivo do e-commerce em 2017 tem mostrado este bom momento para o canal.”, avalia César Fukushima, economista-chefe da Mastercard Advisors no Brasil.

O relatório mensal do Spending Pulse é baseado nas atividades de vendas na rede de pagamentos Mastercard, juntamente com as estimativas para todas as outras formas de pagamento, incluindo dinheiro e cheque.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!