Banco Central da Argentina reduz taxa de juros para 28% ao ano – Jornal do Comércio

O Banco Central da República Argentina (BRCA) reduziu de 28,75% para 28,0% a taxa básica de juros da economia do país, reforçando que a inflação do país quebrou nos últimos meses o nível de resistência observado de 2016 até meados de 2017 e que a política monetária vai ser conduzida para alcançar a meta em 2018.

A instituição comentou que a redução da taxa de juros ocorre no contexto de ajusta da meta de inflação no país. No final de dezembro, a instituição anunciou o alvo de 15% para 2018, 10% em 2019 e 5% em 2020. O BC argentino atrasou em um ano o compromisso de ter o nível de preços em 5%.

Apesar da queda da taxa, o banco central argentino reforçou a cautela na condução da política monetária. “Por causa dessa moderação, o viés de contração somente poderá se sustentar no tempo na medida em que a evolução da desinflação seja compatível com a trajetória buscada”, disse a instituição, em comunicado.

No texto, o BCRA informou ainda que as transferências para o Tesouro vão diminuir em 2019 à metade do montante esperado para este ano. “Para os anos subsequentes, está definida uma regra automática não vinculada à taxa de inflação mas ao crescimento real da demanda de dinheiro”, afirmou.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!