Custo baixo vai estimular as emissões – Valor

O ambiente favorável para captações no mercado de capitais deve se manter neste ano. Economistas e agências de crédito ouvidos pelo Valor preveem crescimento de emissões de dívida e ações. Em 2017, com a queda da taxa Selic e a retração do BNDES, as empresas recorreram ao mercado de capitais para se financiar com intensidade que não se via desde 2014. Até novembro, segundo a Anbima, houve captação de R$ 204,8 bilhões via renda fixa. O economista Carlos Antônio Rocca diz que há fatores de sustentação para emissões que não dependam do cenário político de 2018. Desde junho, por exemplo, a taxa média das debêntures emitidas está abaixo do custo dos financiamentos do BNDES.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!