Brasil começa 2018 com fluxo cambial negativo, mas saídas desaceleram – Valor

SÃO PAULO  –  O fluxo cambial ao Brasil começou o ano negativo, marcando a quarta semana seguida no vermelho. Mas o déficit ficou bem abaixo dos verificados em períodos anteriores, com as operações financeiras registrando o melhor desempenho em quase dois meses.

Entre os dias 2 e 5 de janeiro, o câmbio contratado para operações comerciais e financeiras registrou em conjunto saída líquida de US$ 71 milhões. Apesar de ainda negativo, o resultado é bem melhor que os déficits das semanas anteriores: de US$ 3,099 bilhões (entre 26 e 28 de dezembro), US$ 3,472 bilhões (entre 18 e 22 de dezembro) e US$ 2,626 bilhões (entre 11 e 15 de dezembro).

Na semana passada, as operações comerciais mostraram saída líquida de US$ 618 milhões – pior resultado desde o déficit de US$ 807 milhões apurado na semana finda em 24 de novembro.

Mas a conta financeira, que registra investimentos em portfólio, por exemplo, teve superávit de US$ 547 milhões, o maior desde a semana encerrada em 17 de novembro.

No mesmo período do ano passado, a conta financeira teve rombo de US$ 1,277 bilhão. Já a comercial amargou déficit de US$ 561 milhões, menor que o da primeira semana de 2018.

O saldo negativo de US$ 71 milhões do fluxo cambial na primeira semana de janeiro está bem abaixo do de US$ 1,838 bilhão contabilizado um ano antes.

Em 2017, o fluxo piorou nos últimos dois meses do ano e encerrou com sobra de dólares de apenas US$ 625 milhões, de um pico de US$ 11,779 bilhões no acumulado do ano até maio.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!