Santander prevê mercado de capitais brasileiro aquecido no 1º tri – Valor

SÃO PAULO  –  O mercado de capitais brasileiro deve ter um primeiro trimestre aquecido, com possibilidade de R$ 14 bilhões a R$ 18 bilhões em ofertas de ações, afirmou Rafael Noya, diretor de relacionamento com clients do banco de investimentos do Santander Brasil.

Segundo ele, entre 15 e 18 empresas podem vir a mercado até o fim de março, entre ofertas iniciais (IPOs) e subsequentes (follow-on).

“O mercado continua num bom momento, à luz do que é a expectativa de comportamneto da economia, com atenção de investidores para educação, saúde e varejo”, afirmou nesta quarta-feira (10) a jornalistas.

O executivo também estimou entre US$ 4 bilhões e US$ 8 bilhões o volume potencial de emissões de bônus no exterior, depois de um começo de ano bastante aquecido. A expectativa é de oito a nove transações no trimestre.

Para o mercado local de dívida, Noya preferiu não traçar estimativas de volume, mas disse que já há quatro ou cinco operações com intrumentos incentivados engatilhadas. Segundo ele, as operações brasileiras tiveram uma leve reprecificação nos últimos meses, depois de um excesso de transações, especialmente aquelas que oferecem isenção de imposto para o investidor pessoa física. “Começa a haver uma dinâmica de preço mais racional”, disse.

Noya afirmou ainda que também notou uma melhora na demanda de grandes empresas por crédito bancário, após um período de forte retração. A procura, segundo ele, se concentra em linhas de curto e médio prazos e ainda não tem foco em investimentos.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!