Finame financiará 100% da compra de bens de capital por PMEs – Jornal do Comércio

Ao fazer ajustes na política operacional de crédito, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) desfez parte das restrições impostas no início de 2017, ainda na gestão de Maria Silvia Bastos Marques. Um dos exemplos é a Finame, linha para bens de capital. Médias, pequenas e microempresas poderão, agora, ter até 100% do valor da compra de máquinas e equipamentos financiado pelo Bndes. Antes, o limite era 80%.

Nos demais produtos do Bndes, afora a Finame, o limite geral de participação do crédito mais barato do banco de fomento ficará mantido em 80%. “A gente tem certeza que essa modificação, que parece pequena, vai ter um impacto muito grande no caminho da inovação da PME brasileira”, afirmou o diretor de Planejamento do Bndes, Carlos Da Costa.

Um dos objetivos da mudança na política operacional é priorizar as empresas de menor porte. Por isso, o Bndes também ampliou o limite de faturamento para classificar uma firma como pequena empresa, de R$ 3,6 milhões por ano para R$ 4,8 milhões por ano, conforme determinação da Lei do Simples Nacional.

O alivio geral nas restrições ao crédito do Bndes inclui também as grandes empresas que usam a Finame. Antes, o limite máximo de participação do crédito mais barato do Bndes era de 80%, 60% ou 40%. Agora, será de 80% ou 60%. No caso dos “demais bens de capital”, o limite passou de 60% para 80%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!