Bolsas asiáticas ficam sem direção única, com alta em Tóquio e perdas em Xangai – Jornal do Comércio

Várias bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda-feira (15), incentivadas por um novo avanço a níveis recordes dos mercados acionários de Nova Iorque na sexta-feira, mas as chinesas recuaram em meio a preocupações com o recente aperto da liquidez financeira e após os últimos dados sobre empréstimos bancários.

O Nikkei subiu 0,26% em Tóquio hoje, encerrando os negócios a 23.714,88 pontos, depois de acumular perdas por três pregões consecutivos. O grupo SoftBank foi destaque no mercado japonês, com alta de mais de 3%, após revelar planos de listar sua operadora móvel, numa oferta que pode chegar a cerca de US$ 18 bilhões, mas ações financeiras também tiveram desempenho positivo.

Na China, por outro lado, o Xangai Composto terminou o dia em baixa de 0,54%, a 3.410,49 pontos, interrompendo uma sequência recorde de 11 sessões de valorização. O menos abrangente Shenzhen Composto teve queda ainda mais expressiva, de 1,80%, a 1.913,77 pontos.

Pesou nas ações chinesas a diminuição recente da liquidez, embora o Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) tenha anunciado hoje novas injeções de recursos financeiros, tanto por meio de uma linha de crédito de médio prazo quanto nas operações diárias do mercado monetário.

Além disso, o volume de novos empréstimos bancários na China caiu para cerca de metade em dezembro ante o mês anterior, a 584,4 bilhões de yuans (US$ 90 bilhões), de acordo com números do PBoC divulgados no fim da semana passada.

Seguindo os negócios na China continental, o Hang Seng recuou 0,23% em Hong Kong, a 31.338,87 pontos.

Já na Coreia do Sul e em Taiwan, as bolsas foram impulsionadas por ações dos setores financeiro e tecnológico. O sul-coreano Kospi avançou 0,29% em Seul, a 2.503,73 pontos, enquanto em Taiwan, o Taiex registrou alta de 0,66%, a 10.956,31 pontos, nova máxima em 28 anos. Em Manila, o filipino PSEi subiu 0,49%, a 8.857,72 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana apresentou leve alta de 0,12%, com o índice S&P/ASX 200 a 6.077,10 pontos e sustentado mais uma vez por grandes mineradoras, como BHP Billiton e Rio Tinto.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!