Intenção de consumo das famílias cresce 2,3% em janeiro – Jornal do Comércio

As famílias brasileiras começaram o ano mais propensas a gastar, conforme o indicador Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O ICF registrou 83,6 pontos em janeiro de 2018, alta de 9,7% em relação a igual período do ano passado, informou a CNC nesta quarta-feira (17). Ante dezembro de 2017, a alta foi de 2,3%.

Apesar do avanço, a CNC destacou em nota que a leitura do ICF ainda se encontra abaixo da “zona de indiferença”, de 100 pontos. O resultado abaixo dos 100 pontos ainda indica uma recuperação lenta do otimismo das famílias.

“Os consumidores seguem melhorando suas avaliações sobre a economia, mas o nível de endividamento das famílias, principalmente o daquelas com menor poder aquisitivo, leva à cautela nos gastos, atuando como um fator restritivo ao consumo”, diz, na nota, a assessora econômica da CNC, Juliana Serapio.

Conforme a CNC, único componente do ICF acima da zona de indiferença, o Emprego Atual registrou 109,6 pontos em janeiro, o maior valor desde julho de 2015. O subíndice avançou 0,3% em relação a dezembro de 2017 e 4% na comparação com janeiro de 2017.

“O porcentual de famílias que se sentem mais seguras em relação ao emprego atual é de 33,4% ante 33,1% em dezembro”, diz a nota da CNC.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!