Bolsas de Nova Iorque realizam lucros com paralisação do governo dos EUA no radar – Jornal do Comércio

Os mercados acionários americanos encerraram o pregão desta quinta-feira, 18, em baixa, à medida que os investidores se atentaram à discussão sobre o teto da dívida dos Estados Unidos e sobre o financiamento ao governo de Donald Trump e aproveitaram o possível impasse político para um movimento de realização de lucros.

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,37%, aos 26.017,81 pontos; o S&P 500 cedeu 0,16%, aos 2.798,03 pontos; e o Nasdaq perdeu 0,03%, aos 7.296,05 pontos.

Um dia após o Dow Jones encerrar acima dos 26 mil pontos pela primeira vez e os três principais indicadores acionários dos EUA renovarem máximas históricas, um movimento de realização de lucros dominou o cenário nas bolsas de Nova Iorque. Durante todo o dia, os investidores monitoraram as tensões políticas em Washington, com o governo Trump trocando acusações com a oposição democrata sobre quem seria o responsável pela paralisação da máquina pública caso ela aconteça no fim de semana.

Mesmo com o esforço do presidente da Câmara, o republicano Paul Ryan (Wisconsin), de tentar costurar um acordo bipartidário que inclua algumas demandas de republicanos e democratas, Trump endureceu o tom com a oposição e, agora, acusa os democratas de provocarem a paralisação do governo para “ofuscar os benefícios da reforma tributária”. Já o líder republicano no Senado, Mitch McConnel (Kentucky), planeja trancar a pauta e liberar a votação do texto depois da meia-noite, quando tecnicamente o governo já estaria paralisado. A ideia seria fazer com que democratas de Estados mais conservadores votem a favor do texto, com temor da reação pública que um “shutdown” causaria.

Durante boa parte do pregão, o índice Nasdaq operou no campo positivo, apoiado por ações de tecnologia, que foram puxadas pelo Facebook, que fechou em alta de 1,24%, após anúncio do aplicativo WhatsApp Business, voltado para pequenas e médias empresas.

Já as ações do Morgan Stanley encerraram o dia em alta de 0,11% depois que o banco disse que o segmento de varejo e o de investimento ajudaram a compensar a menor receita de negócios e elevaram o lucro da instituição.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!