Fazenda condiciona SCE à política anticorrupção – Jornal do Comércio

O Ministério da Fazenda definiu que o apoio oficial do Brasil a empresas exportadoras por meio do Seguro de Crédito à Exportação (SCE) está condicionado ao atendimento de política de conformidade anticorrupção, como determinam convenção internacional e recomendação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), assinadas pelo País.

A decisão está em portaria no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira. Segundo o texto, caberá à Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério elaborar e executar política de conformidade anticorrupção, lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo para as operações de comércio exterior que solicitem o SCE e estabelecer os procedimentos dessa política de acordo com a complexidade da operação.

Segundo a portaria, a análise de conformidade dos casos vai considerar, entre outros aspectos, os riscos de imagem à União em caso de concessão do SCE, “ainda que não comprovada a prática de corrupção na operação”.

Além disso, a Secretaria de Assuntos Internacionais deverá comunicar à Corregedoria-Geral da Fazenda eventuais indícios de irregularidades praticadas por servidores ou por pessoas jurídicas relacionados ao SCE mesmo que a cobertura não tenha sido concedida.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!