Juros futuros de curto prazo sobem com mercado mais defensivo – Valor

SÃO PAULO  –  As taxas de juros de prazos curtos e intermediários subiram nesta quinta-feira (18), com investidores mostrando ansiedade a menos de uma semana do julgamento que pode impedir a candidatura do ex-presidente Lula às eleições deste ano.

Ao fim do pregão regular, às 16h, o DI janeiro/2021 – um dos vencimentos em que o mercado mais tem apostado – tinha alta para 8,940% ao ano (8,91% no ajuste anterior), o DI janeiro/2020 avançava a 8,080% (8,06% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2019 subia a 6,920% (6,905% no ajuste anterior).

Embora investidores trabalhem com a condenação do presidente em segunda instância, com placar unânime, a aproximação do julgamento eleva a apreensão com as possíveis reações dos preços a cenários não contemplados – como os que permitem ao petista concorrer à Presidência.

As compras de taxa ainda são moderadas, mas indicam que o mercado, hoje, prefere evitar novas posições vendidas em juros à espera do julgamento, previsto para a próxima quarta-feira, dia 24.

O noticiário em torno da reforma da Previdência também serve de argumento para cautela. Recentes declarações do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de que dificilmente a reforma será votada em fevereiro, e a leitura de que o presidente Temer perdeu força para negociar apoio ao projeto após delegar à própria Caixa Econômica Federal a indicação de seus vice-presidentes compõem um quadro negativo para as chances de aprovação da reforma previdenciária no próximo mês.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!