Petróleo fecha em queda pressionado por relatório da Opep – Jornal do Comércio

Os contratos futuros do petróleo fecharam em leve queda nesta quinta-feira (18), pressionados por um relatório da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep), mostrando que o cartel aumentou a produção em dezembro. No entanto, as perdas foram atenuadas com a notícia de que os estoques do combustível fóssil recuaram nos Estados Unidos.

Na Nymex, o petróleo WTI para março caiu US$ 0,03 (0,04%), fechando a US$ 63,89 por barril. Já na ICE, em Londres, o Brent para o mesmo mês fechou em queda de US$ 0,07 (-0,10%), a US$ 69,31 por barril.

Em seu relatório mensal divulgado nesta quinta, a Opep disse que a produção de petróleo de seus membros subiu 42 mil barris por dia (bpd) em dezembro, para 32,42 milhões bpd.

Já nos EUA, a produção subiu 258 mil bpd, para 9,75 milhões bpd, na semana passada. Os estoques, no entanto, recuaram e a demanda por combustíveis aumentou, indicando que a ameaça do petróleo de xisto americano aos preços da commodity diminuiu.

Hoje, o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) dos EUA reportou que os estoques de petróleo bruto no país recuaram 6,9 milhões de barris na semana encerrada no dia 12, acima da expectativa de analistas, que esperavam recuo de 2,3 milhões de barris.

Os últimos dados reforçam o otimismo de que os excedentes globais da oferta de petróleo que pesaram nos preços por três anos estão diminuindo, um sentimento que impulsionou os preços do petróleo recentemente para o maior nível desde 2014.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!