Preços no e-commerce fecharam ano com deflação, mostra pesquisa – Jornal do Comércio

Os preços do comércio eletrônico fecharam em queda todos os meses de 2017, segundo o Índice Fipe Buscapé. São 13 meses consecutivos de deflação anual. Em dezembro, a retração foi de 2,11%. Em relação ao mês de novembro, os preços retraíram 0,25%.

Dos 10 grupos monitorados pelo índice, apenas quatro apresentaram redução em dezembro, tendo a queda sido impulsionada, principalmente, pelas categorias telefonia e celulares (-12,99%) e fotografia (-8,54%). Moda e acessórios (-2,15%) e esporte e lazer (1,02%) também caíram. Registraram aumento de preço os grupos informática (0,48%) e eletrônicos (2,15%), casa e decoração (3,21%), eletrodomésticos (3,24%), cosméticos e perfumaria (3,59%) e brinquedos e games (5,86%).

“Já são 13 meses de quedas consecutivas de preços. O cenário mais estável impactou positivamente no e-commerce. Quem ganha com isso é o consumidor, que pode encontrar no comércio eletrônico uma alternativa de compra segura, cômoda e, principalmente, mais econômica”, disse Sandoval Martins, CEO do Buscapé.

A cesta de produtos do e-commerce tende a ser deflacionária em condições ideais de mercado. A comparação é feita sempre dos mesmos produtos, que tendem à desvalorização com a disseminação da tecnologia.

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!