Procura de fantasias por foliões de blocos de rua anima comércio do Rio |

Foliões de blocos de rua, com fantasias mais simples, animam comércioVladimir Platonow/Arquivo/Agência Brasil

O grande número de foliões esperados pelos blocos de rua do Rio de Janeiro, que não exigem fantasias padronizadas, elevou para 1,5% a  expectativa de aumento nas vendas do comércio especializado em relação ao ano passado. É o que mostra pesquisa do Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio), que ouviu 400 lojistas da cidade entre os dias 12 e 21 deste mês para conhecer a expectativa de vendas para o Carnaval.

Animados com a pesquisa, os comerciantes dizem que adereços e fantasias, tecidos, bermudas, shorts, camisetas, linha de praia (biquinis, maiôs, chapéus e saídas de praia) deverão ser os produtos mais vendidos. Segundo os lojistas, o preço médio das compras deve ficar em torno de R$ 130 e a forma de pagamento predominante será o cartão de crédito parcelado. Em seguida, virão o cartão de loja, dinheiro, cartão de débito, cheque e crediário.

De acordo com o presidente do CDLRio, Aldo Gonçalves, as vendas de produtos para o carnaval vão incrementar o desempenho do setor em janeiro, já que, neste ano, o Carnaval cai logo no inicio de fevereiro. “O lojista está animado, e o que tem colaborado significativamente para o aumento da venda de produtos para o Carnaval são os blocos de rua, que não exigem fantasias padronizadas.”

Ele explicou, porém, que, quando o carnaval cai no início do mês, normalmente as vendas não reagem bem, porque o consumidor já vem comprometido com as despesas do fim do ano, início das aulas e impostos.

Edição: Nádia Franco

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!