Taxas futuras de juros avançam com dólar em meio à espera de leilão do tesouro – Jornal do Comércio

Os juros futuros operam em alta na manhã desta quinta-feira (18) em sintonia com o ajuste positivo do dólar à vista e o avanço também dos juros dos Treasuries. Há expectativas com o leilão de títulos do Tesouro (11h30min).

No período da manhã, o dólar mostra sinais mistos ante o real e no exterior. Lá fora, a moeda americana sobe ante divisas principais com investidores atentos à possibilidade de um acordo entre republicanos para estender temporariamente o teto da dívida dos Estados Unidos.

Por outro lado, as moedas ligadas a commodities sobem ante o dólar, após o crescimento acima do esperado do PIB da China no quarto trimestre, que teve expansão anual de 6,8%, acima da previsão de 6,7% de analistas. Em todo o ano de 2017, a China cresceu 6,9%, acelerando o ritmo em relação ao avanço de 6,7% verificado em 2016. Foi a primeira vez que o PIB anual chinês ganhou força desde 2010.

Às 9h48min, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2019 estava em 6,915%, de 6,905% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2020 exibia 8,10%, de 8,06%, enquanto o vencimento para janeiro de 2021 marcava 8,95%, de 8,91% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 estava em 9,72%, de 9,68% no ajuste de quarta. No câmbio, o dólar à vista subia 0,23%, aos R$ 3,2204. O dólar futuro de fevereiro caía 0,09%, aos R$ 3,2270.

Em entrevista à rádio Metrópole, de Salvador (BA), o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou, mais cedo, que “é possível que a reforma da Previdência seja aprovada, trabalhamos nessa direção”.

Na manhã desta quinta, há uma reunião extraordinária do Conselho Monetário Nacional (CMN) de forma virtual. O Banco Central informou que vai comentar o resultado desse encontro, mas não mencionou o horário.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!