BC da China Ordena que Serviços de Pagamento Cessem Atividades Relacionadas a Criptomoedas – Portal do Bitcoin

O Banco Central da China (PBoC) divulgou um documento ontem, sexta feira, exigindo que os prestadores de serviços de pagamento em Pequim deixem de facilitar as atividades comerciais ligadas à criptomoedas.

O documento exige que as empresas de pagamento iniciem investigações internas para verificar se as atividades comerciais de criptomoedas estão sendo realizadas por meio de seus serviços de pagamento. Em caso positivo, eles devem subsequentemente cessar a manutenção dessas contas, afirma o documento segundo relatado pela Securities Times, uma mídia estatal do Partido Comunista.

Citando fontes familiarizadas com o assunto, o site de notícias disse que o documento também exige que essas empresas informem sobre sua investigação e implementação até 20 de janeiro.

O documento, se genuíno, pode vir como parte dos planos para implementar uma proibição mais ampla do mercado de criptomoedas da China.

Outro jornal Chinês, o Economic Observer, informou que confirmou a veracidade do documento através de outra fonte próxima ao banco central.

De acordo com o Securities Times, o documento exige serviços de pagamento dentro de sua jurisdição cumpram seu pedido. Embora pareça que a regra se aplique aos serviços registrados em Pequim, o documento exige que as empresas ampliem as investigações em seus outros ramos.

 

Leia Também: Banco Central da China Diz que Negociação de Criptomoedas Precisa Acabar: Reuters

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!