Bolsas de Nova Iorque renovam recordes com acordo no Senado dos EUA sobre paralisação – Jornal do Comércio

Os mercados acionários americanos encerraram o pregão desta segunda-feira (22) em alta, à medida que os investidores acompanharam com otimismo as negociações entre republicanos e democratas para um acordo em torno do financiamento ao governo federal dos Estados Unidos no Senado.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,55%, aos 26.214,67 pontos; o S&P 500 ganhou 0,81%, aos 2.832,98 pontos; e o Nasdaq avançou 0,98%, aos 7.408,03 pontos, na máxima do dia. Com esse resultado, os três indicadores acionários renovaram recordes de fechamento.

O líder democrata no Senado, Chuck Schumer (Nova York), afirmou durante a tarde que ele e o líder republicano, Mitch McConnell, haviam chegado a um acordo para o apoio a uma medida que mantém o governo Donald Trump operante até 8 de fevereiro. Com isso, os índices de ações renovaram sucessivas máximas em Nova York e passaram a operar em nível recorde, à medida que um pacto em torno dos jovens imigrantes foi acertado: uma votação sobre o programa que protege esses imigrantes da deportação será realizada até o dia 8, com os democratas confiantes de que terão os 60 votos necessários para aprovar a legislação.

O crescimento econômico tem sido sólido em todo o mundo, o que ajuda as ações a se manterem em alta neste início de ano. Nem mesmo a paralisação do governo americano chegou a afetar os mercados, que mantiveram o rali visto desde o primeiro pregão deste ano. Além disso, os investidores apostam, em grande parte, que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) continuará o ritmo gradual de elevação dos juros neste ano – algo que deve ajudar as ações, que sairiam perdendo caso os juros subissem mais rápido do que o esperado.

“O foco do mercado está no sentimento. E com os cortes nos impostos e o crescimento global, temos muitas coisas com as quais os investidores se sentem bem”, afirmou a estrategista-chefe de mercados da Invesco, Kristina Hooper.

Entre os setores de destaque nesta segunda-feira, os altos preços do petróleo e as expectativas positivas com balanços do quarto trimestre apoiaram o segmento de energia. A Chevron subiu 0,96% e a ExxonMobil avançou 1,26%.

Já o setor de tecnologia apresentou ganhos, à medida que um acordo sobre imigração se aproxima. A Netflix, cujo balanço seria divulgado após o fechamento dos mercados, fechou com valorização de 3,18%. A Apple, no entanto, recuou 0,82%, depois que a Atlantic Equities cortou a recomendação da companhia de overweight (acima da média do mercado) para neutral, dizendo esperar vendas lentas do iPhone X. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!