Bolsas asiáticas fecham com ganhos robustos após novos recordes em Nova Iorque – Jornal do Comércio

As bolsas asiáticas tiveram robustos ganhos nesta terça-feira (23), seguindo o tom positivo dos mercados acionários de Nova Iorque, que ontem renovaram recordes de fechamento após o Senado americano chegar a um acordo para encerrar a paralisação parcial do governo dos EUA.

O pacto fechado entre republicanos e democratas no Senado garante o financiamento do governo Trump até 8 de fevereiro.

Em Tóquio, o índice Nikkei subiu 1,29% no pregão de hoje, a 24.124,15 pontos, ficando acima da marca dos 24 mil pontos pela primeira vez desde novembro de 1991.

Durante a madrugada, o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) decidiu manter sua política monetária inalterada, como previsto por analistas. Posteriormente, o presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, afirmou que a instituição ainda não chegou a um ponto em que precise considerar sair de sua política ultra-acomodatícia, como se especulou nas últimas semanas, uma vez que a inflação permanece fraca em relação à força da economia japonesa.

Na China, o Xangai Composto avançou 1,29%, a 3.546,50 pontos, atingindo o maior nível desde dezembro de 2015, graças ao bom desempenho de ações de grandes bancos. Já o menos abrangente Shenzhen Composto teve alta de 0,36%, a 1.950,99 pontos.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng atingiu nova máxima histórica em Hong Kong, ao subir 1,66%, a 32.930,70 pontos, enquanto o Taiex avançou 0,19% em Taiwan, a 11.253,11 pontos, maior patamar em 28 anos, o sul-coreano Kospi registrou valorização de 1,38% em Seul – a maior desde outubro do ano passado -, a 2.536,60 pontos, e o filipino PSEi apresentou ganho de 0,54% em Manila, a 8.999,02 pontos.

O bom humor prevaleceu na Ásia apesar de os EUA terem anunciado pesadas tarifas de importação sobre painéis solares e máquinas de lavar, numa iniciativa que visa principalmente produtores asiáticos, incluindo as sul-coreanas Samsung Electronics e LG Electronics.

Na Oceania, a bolsa da Austrália se inspirou nas asiáticas e encerrou uma sequência de cinco pregões negativos. Em meio à recuperação de papéis de grandes bancos australianos, o S&P/ASX 200 avançou 0,75% em Sydney – a maior alta em quase três semanas -, a 6.037,00 pontos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!