Japão mantém política monetária e reafirma compra de bônus – Exame

Tóquio – O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) manteve inalterada a política monetária nesta terça-feira e reforçou o compromisso para compra de bônus até que a inflação atinja o nível de 2%, o que as autoridades projetam que possa acontecer em até dois anos.

A votação para manutenção da rentabilidade dos bônus de 10 anos do governo japonês em torno de zero e da taxa de depósito de curto prazo em -0,1% teve 8 votos a favor e 1 contra.

O banco também manteve sua promessa de comprar títulos do governo a uma taxa anual de 80 trilhões de ienes (US$ 720 bilhões).

O voto contrário foi do dirigente Goushi Kataoka, que reiterou sua opinião de que o banco não atingirá seu objetivo de inflação em março de 2020 sem tomar mais medidas.

O BoJ manteve também inalterada a sua avaliação geral sobre a economia japonesa, que ele diz estar “expandindo-se moderadamente”.

Para o crescimento econômico do atual ano fiscal, a projeção é de expansão real de 1,9%; para o ano fiscal de 2018, de 1,4%; e de 2019, de 0,7%.

Já para o núcleo da inflação ao consumidor, as projeções são de 0,8% neste ano fiscal; 1,4% em 2018; e 1,8% em 2019. A instituição crê que os preços devem atingir o nível de 2% em março de 2020.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!