Taxas de juros de curto prazo recuam após divulgação do IPCA-15 – Jornal do Comércio

Os juros futuros mostram sinais mistos na manhã desta terça-feira (23). As taxas de curto prazo recuam após a aceleração do IPCA-15 de janeiro de 0,39%, ante 0,35% em dezembro, ter ficado abaixo da projeção mediana dos economistas do mercado (+0,42%) e dentro do intervalo das apostas (0,33% a 0,50%).

Já os juros mais longos oscilam perto da estabilidade em meio a expectativas com o julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na quarta-feira (24) segundo um operador de renda fixa.

No fim da manhã, os agentes do segmento de juros devem monitorar o leilão de venda de até 1,150 milhão de Notas do Tesouro Nacional – Série B (NTN-B) para dois vencimentos, papéis indexados ao IPCA. O acolhimento das propostas será feito entre 11h30min e 12h, com divulgação de resultados a partir das 12h30min. No caso de venda de ao menos 50% dos lotes, haverá segunda volta com oferta de 20% dos volumes. A liquidação da operação será na quarta-feira.

Às 9h45min desta terça, o DI para janeiro de 2019 exibia 6,885%, na mínima, de 6,920% no ajuste de segunda-feira. O DI para janeiro de 2020 estava em 8,08%, de 8,09%, enquanto o vencimento para janeiro de 2021 marcava 8,930%, igual ao ajuste anterior. Já o DI para janeiro de 2023 estava em 9,71%, ante 9,72% do ajuste da véspera.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!