Bolsas da Europa encerram em forte queda com política comercial de Trump – Jornal do Comércio

Os mercados acionários europeus encerraram a sessão desta quarta-feira (24) em baixa, à medida que os investidores abandonaram ativos considerados mais arriscados em meio a uma cautela derivada de ações comerciais tomadas pelos Estados Unidos, que têm como alvo principal a China. Com esse cenário, o índice pan-europeu Stoxx-600 fechou em queda de 0,50% (-2,02 pontos), aos 400,79 pontos.

As bolsas de valores da Europa operaram em leve baixa durante todo o dia, após o fortalecimento do euro diante do dólar, na esteira de indicadores acima do esperado no continente. O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro, que mede a atividade nos setores industrial e de serviços, subiu de 58,1 em dezembro para 58,6 em janeiro, atingindo o maior nível em 139 meses, de acordo com dados preliminares da IHS Markit. Já o PMI composto da Alemanha apresentou leve queda, ao recuar de 58,9 em dezembro para 58,8 neste mês.

No entanto, no fim dos negócios em solo europeu, o secretário do Comércio dos EUA, Wilbur Ross, culpou a China por atividades protecionistas e disse que as autoridades comerciais continuariam investigando possíveis violações de propriedade intelectual por parte da China. Além disso, Ross comentou que o Plano Tecnológico de 2025 de Pequim é uma “ameaça direta aos EUA”. De acordo com o secretário de Trump, “Pequim é ótima em combinar retórica de livre comércio com ações protecionistas”.

Nesse cenário de incerteza em relação ao comércio mundial, os investidores saíram das ações, considerados ativos mais arriscados. Com isso, na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em baixa de 1,14%, aos 7.643,43 pontos, com ações de bancos ajudando na queda: o Barclays cedeu 0,33% e o Lloyds perdeu 0,17%.

Em Frankfurt, o cenário foi o mesmo, com o índice DAX encerrando na mínima, em queda de 1,07%, aos 13.414,74 pontos, onde o Commerzbank baixou 0,40% e a Air Berlin despencou 48,48%. Já na bolsa de Paris, o índice CAC-40 fechou em baixa de 0,72%, aos 5.495,16 pontos, também encerrando o pregão na mínima do dia. Em solo francês, a Natixis perdeu 1,02% e o BNP Paribas caiu 0,59%.

O índice FTSE-MIB, da bolsa de Milão, fechou a sessão desta quarta-feira na mínima, em queda de 0,90%, aos 23.622,62 pontos. Em Madri, o panorama foi parecido, com o Ibex-35 na menor pontuação do dia no fechamento, em queda de 0,44%, aos 10.563,00 pontos. Já em Lisboa, o índice PSI-20 recuou 0,68%, aos 5.752,26 pontos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!