Demanda doméstica por voos cresce 5,80% – Jornal do Comércio

A demanda por voos domésticos (medida em passageiros-quilômetro pagos transportados, ou RPK) registrou alta de 3,51% em relação a 2016, quando havia mostrado retração de 5,47% frente a 2015. Os dados são de levantamento da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que reúne os dados de suas associadas (Avianca, Azul, Latam e Gol). Já a oferta aumentou 1,68%, sucedendo a baixa de 5,74% verificada um ano antes. A taxa de ocupação teve melhora de 1,45 ponto percentual (p.p.) ante 2016, para 81,59% – o melhor nível anual para o indicador na série histórica, segundo a Abear.

No ano passado, foram transportados 89,9 milhões de passageiros no mercado doméstico, volume 2,72% superior ao de um ano antes. Pelos cálculos da entidade, a aviação doméstica já conseguiu repor cerca de 2,5 milhões de passageiros em relação aos sete milhões que havia perdido em 2016 ante 2015 como efeito da crise econômica.

A Gol encerrou 2017 na liderança no mercado doméstico, com participação de 36,35%, seguida pela Latam, com 32,74%. A Azul ficou com 17,92% e Avianca, com 12,99%.

O resultado consolidado no segmento internacional mostra que a demanda acumulou uma alta de 12,05% em relação a 2016, quando havia caído 0,31% frente a 2015. Já a oferta cresceu 10,61%, depois de ter recuado 3,12% no ano anterior. Com isso, a taxa de ocupação internacional aumentou 1,09 p.p., ficando em 84,81% ao final de 2017.

Entre janeiro e dezembro do ano passado, 8,4 milhões de passageiros foram transportados no segmento internacional, 11,74% superior ao resultado de 2016. A Abear destaca que, em valores absolutos, todas as estatísticas deste mercado atingiram níveis máximos históricos em 2017. A Latam encerrou o ano com 74,89% de market share no segmento internacional, seguida por Azul (11,80%), Gol (10,75%) e Avianca (2,56%).

Já em dezembro, houve alta de 5,80% em dezembro de 2017 ante o mesmo mês de 2016, No mesmo período, a oferta doméstica de assentos (assentos-quilômetros ofertados, ou ASK) avançou 3,38%. Os resultados de dezembro marcam o 10º mês consecutivo de crescimento na demanda doméstica e o sexto mês seguido de avanço da oferta nesse mercado.

Com a procura por voos domésticos aumentando em nível acima da capacidade, a taxa de ocupação doméstica subiu 1,91 p.p. na comparação com o último mês de 2016, chegando a 83,29%. Este foi o melhor nível para o indicador em dezembro na série histórica, destaca a Abear.

No mês, foram transportados 8,4 milhões de passageiros no segmento doméstico, uma elevação de 5,76% frente ao volume de igual período de 2016. Em dezembro, a Gol manteve a liderança no mercado doméstico, com participação de 38,13%, seguida pela Latam, com 31,79%. A Azul ficou com 17,45% do market share doméstico em dezembro, enquanto a Avianca obteve uma fatia de 12,64%.

A demanda por voos internacionais (RPK) apresentou alta de 10,88% em dezembro ante o último mês de 2016, segundo dados da Abear, cujas associadas abrangem cerca de 30% desse mercado. A oferta internacional (ASK), por sua vez, cresceu 11,69% na mesma base de comparação, fazendo com que a taxa de ocupação dos voos internacionais caísse 0,61 ponto percentual no mês, para 83,25%.

Foram transportados 782 mil passageiros entre o Brasil e o exterior em dezembro, volume 15,44% maior que em igual mês de 2016. A Latam respondeu por 67,07% do mercado no mês passado, seguida por Azul (15,88%), Gol (11,21%) e Avianca (5,84%).

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!