Visto de turista para norte-americanos será emitido em até três dias – Jornal do Comércio

O governo brasileiro passa a facilitar, a partir desta quinta-feira (25), a emissão de vistos para entrada de turistas dos Estados Unidos. Segundo o Ministério do Turismo, o processo poderá ser feito totalmente via internet e o tempo estimado entre a solicitação, apresentação de documentos necessários e liberação da entrada no Brasil será de, no máximo, 72 horas. Até agora, a concessão de visto brasileiro ao turista norte-americano poderia levar até 90 dias.

A facilitação está disponível para os vistos de turismo de lazer e de negócios e não inclui as modalidades de trabalho ou de estudante, que mantêm os procedimentos já existentes.

A expectativa é que a mudança possa incrementar em até 25% o número de visitantes dos EUA no Brasil, segundo projeções da Organização Mundial do Turismo (OMT). Como resultado, poderão ser injetados até US$ 177,6 milhões (cerca de R$ 600 milhões) na economia brasileira com os gastos dos turistas norte-americanos no país.

De acordo com as estatísticas mais recentes, mais de 575 mil turistas dos EUA escolhem o Brasil como destino turístico e injetam US$ 710,5 milhões (cerca R$ 2,4 bilhões) na economia nacional por ano. Eles representam o maior número de turistas estrangeiros de fora da América Latina em solo brasileiro.

“Os números parecem satisfatórios, mas ficam muito aquém do nosso potencial. Temos um amplo espaço para aumentar o fluxo turístico entre os nossos países com ganho para todos os envolvidos”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão, em comunicado oficial. O Brasil é o destino de apenas 0,7% dos mais de 75 milhões de turistas americanos que viajam pelo mundo, acrescentou o ministério.

Com a desburocratização e simplificação na emissão de vistos para turistas dos EUA, o governo brasileiro espera incrementar em 200 mil o número de visitantes por ano. De acordo com pesquisa do Ministério do Turismo, em 2016, um total 40,7% dos norte-americanos que desembarcaram no Brasil se hospedaram em hotéis, flats ou pousadas; 60% deles vieram ao Brasil sozinhos e o gasto médio por pessoa foi de US$ 73 por dia. Em média, eles permaneceram por 17 dias no país.

Em relação aos destinos, os mais procurados para negócios foram São Paulo (40,4%), Rio de Janeiro (34,6%) e Salvador (3,7%). Já no quesito lazer, as cidades do Rio de Janeiro (72,1%), São Paulo (19,3%) e Foz do Iguaçu (15,8%) lideram a preferência dos norte-americanos no Brasil. Para 81,7% dos turistas dos EUA que visitaram o país, a viagem atendeu ou superou as expectativas.

Além dos EUA, mais três países foram beneficiados com a implantação do visto eletrônico: Austrália, Canadá e Japão. Esses países são considerados estratégicos pelo governo brasileiro na tentativa de ampliar o fluxo de turistas estrangeiros. Com esta medida, de acordo com estudos da OMT, o Brasil deve atrair R$ 1,4 bilhão a mais nos próximos dois anos. Também passou a vigorar este mês a isenção de vistos para os países dos Emirados Árabes, aprovada pelo Congresso Nacional.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!